APLJ prestigia Academia Mato-grossense de Letras - 19/6/2015

A Academia Paulista de Letras Jurídicas prestigia evento da Academia Mato-grossense de Letras.

O Acadêmico Antônio Ernani Pedroso Calhao representou a APLJ na abertura do centenário de Gervásio Leite, historiador, poeta, jornalista, deputado constituinte, jurista, professor, desembargador e presidente da Academia Mato-Grossense de Letras, realizada no dia 19 de junho de 2015.

Gervásio Leite - Biografia

Nasceu em Cuiabá-MT, aos 19 de junho de 1916.

Em 1938, com 22 anos, diplomou-se pela Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro.

Iniciou carreira como advogado e, ao longo de sua atuação profissional, foi ganhando prestígio, pela sua extensa cultura, inteligência e competência.

Ingressou no Tribunal de Justiça na categoria de Desembargador, no dia 19 de novembro de 1964, aposentando-se no cargo aos 16 de setembro de 1969. No interior dessa Casa de Justiça foi eleito Presidente, na 93ª gestão, assumindo o cargo no ano de 1966.

No campo educacional, sua contribuição foi expressiva, tendo lecionado na Escola Técnica de Comércio e junto à Faculdade de Direito de Cuiabá , depois, na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Mato Grosso, socializando seus abalizados conhecimentos.

Sua carreira como professor e o entendimento do processo histórico de Mato Grosso levou-o a produzir uma interessantíssima obra que discute o percurso da escola primária de Mato Grosso, desde o século XIX, até a década de 1960: Um século de instrução pública, publicado no ano de 1970, e que se tornou um clássico da historiografia da educação brasileira e mato-grossense.

Deputado Estadual e Constituinte em 1947.

Presidiu a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso.

Jornalista vinculado à Associação de Imprensa Mato-Grossense presidiu e foi co-fundador, em 1939, do jornal O Estado de Mato Grosso.

Gervásio Leite faleceu no Rio de Janeiro-RJ, no dia 10 de abril de 1990, aos 74 anos incompletos.

Bibliografia

Deixou importante contribuição intelectual em periódicos regionais e nacionais, publicando em livro:

Leão XIII e o Mundo Moderno (Conferência, 1941);

Aspecto Mato-grossense do Ensino Rural (1942);

Roteiro de uma Personalidade (1943);

Cuiabá, terra agarrativa e linda (1969);

Um século de instrução pública (1970);

Oração do Jubileu (1972);

O gado na economia mato-grossense (1942);

Limitações dos Direitos do Homem: legitimidade e alcance (1974);

Discurso na Academia Mato-Grossense de Letras, em 5 de julho de 1974 (1975);

Parte Geral do Direito Civil (s/d).